terça-feira, 4 de março de 2008

Elvis não morreu...

Falando de filmes novamente. Há algum tempo atrás pus as mãos em um filme chamado Bubba Ho-tep. Já tinha lido sobre ele na internet, depois escutei alguns comentários por aí, até que, enfim, consegui uma cópia e me surpreendi com o que encontrei: filme B dos bons! Estrelado por Bruce Campbell, o Ash da série Evil Dead, e Ossie Davis, o filme conta a hilária história de um Elvis Presley velhinho enfrentando uma múmia do antigo egito com a ajuda de um John Kennedy negro (isto, mesmo, negro!). Baseado em um conto indicado ao Bram Stoker Award de Joe R. Landasle, Bubba Ho-tep conta a “verdadeira” história do que realmente aconteceu com Elvis.
Logo no início do filme, encontramos o Rei envelhecido em um asilo perdido no meio do Texas. Em flahsbacks, descobrimos que Elvis estava cansado da vida artística que levava e certo dia, após encontrar um dos seus muito imitadores, decide trocar de lugar e tirar um ano de férias. Tudo feito as escondidas para não levantar suspeitas mas com um contrato para garantir sua volta (tem sempre um advogado nestas confusões). O que ninguém contava era com a a morte do imitador antes do fim do prazo... e que um desajeitado Elvis queimasse o contrato ao tentar fazer um churrasco...
E assim, ninguém acredita que Elvis é mesmo Elvis... e passa a viver sua vidinha decadente até terminar no asilo.
No seu retiro forçado, Elvis termina por conhecer Jack, um velhinho negro que afirma ser John F. Kennedy. O dialogo entre Elvis e Kennedy, no momento que se conhecem é sensacional, lá pelas tantas, o Rei pergunta: você sabe que é negro, não sabe? E Jack responde, eu sei, eles me tingiram para ninguém suspeitar de nada...
E os dois vão levando a vidinha sem maiores aborrecimentos que uma próstata inchada, ou artrite nos joelhos (O Rei usa um andador o filme inteiro, o que proporciona algumas cenas hilárias) quando se vêem novamente a frente da ação para enfrentar um múmia do antigo egito que, também depois de muitos percalços, termina no mesmo fim de mundo que eles...
Dirigido por Don Coscarelli, o filme ganhou inúmeros prêmios no exterior, dentre eles o de melhor ator para Bruce Campbell e roteiro. O sucesso no circuito alternativo e a performance de Bruce Campbell como Elvis já geraram comentários que uma continuação está a caminho: Bubba Nosferatu! Elvis versus Drácula, hehehe... aguardo ansiosamente.
E neste caso, Bruce Campbell é o filme, o ator está completamente a vontade no papel do Rei, a maquiagem é ótima, Bruce parece que é realmente um decaído Elvis, somado a atuação sempre segura de Ossie Davies temos um filmaço. Não sei porque nunca saiu por aqui, nem cinema, televisão, net, locadora, nada... Quem tiver a chance de assistir, não pode perder.
Para finalizar vou aproveitar para falar um pouco de Bruce Campbell. Considerado o rei dos filmes B, Bruce aproveita esta fama com muito bom humor, amigo de Sam Raimi (diretor dos 3 filmes do Homem Aranha e da série Evil Dead), sempre aparece em hilárias pontas nos filmes do amigo (muitas vezes sem crédito) e ainda é autor de inúmeros livros de "autoajuda", como o best-seller: Como fazer amor do jeito de Bruce Campbell...
Aí embaixo o trailer para vocês sentirem o gostinho:

2 comentários:

jorpaes disse...

Taí vou procurar pra ver esse, pelo menos o resumo deu uma bela maquiada no filme que deve ser uma bela porcaria, do tipo Fábio Braz/Jorge Luiz.

Cleison disse...

ooo filme é muito bom sim .. assisti ontem ...
assisti o filme dps vc comenta maluco